domingo, maio 15, 2011

morrer como um homem

Quando o cabelo cresceu o suficiente para que o fizesse, Quim deu com ele um nó em volta da pila e apertou, apertou muito.
Decidiu que aquele contacto era para manter, então formalizou-o: uma rasta, a pila envolvida por uma rasta, como que peluda.
Durante os primeiros tempos a rasta obrigava Quim a curvar-se, mas entretanto o cabelo cresceu, enfraqueceu e ele pôde respirar de alívio.
Passado certo tempo, fez uma trança, que funcionava como alavanca para o orgasmo, que difícil era limpar uma pila cabeluda.
As coisas já se confundiam.

Está na hora de o Sr. Quim cortar o cabelo! - insistiu alguém.

Quim acedeu e de ora em diante é um homem sem pila.
Se é que se pode chamar a isso um homem.

2 comentários:

  1. Do fundo do meu discernimento crítico que pode ser pouco, isto está genial.

    ResponderEliminar